22 de setembro de 2016

Viajando de carro pelo sul dos EUA - Tour dos 4 "G"s: God, Guns, Grits & Gravy


Viajar pelos estados do sul dos Estados Unidos pode ser uma experiência muito além de conhecer os americanos conservadores e religiosos: pode também ser uma inesperada experiência na hospitalidade, na gastronomia e na música estadunidense.

Fiz um roteiro muito bacana que compartilho abaixo. Em cada cidade uma surpresa musical e gastronômica. Também foi forte o entendimento da guerra civil americana e da luta dos negros contra o permanente racismo que sofrem no país dito das "liberdades e igualdades".

O sotaque pode ser um desafio, mas os sulistas não tem pressa para terminar uma conversa e para saberem de onde você é, muito diferente dos estressados nova-iorquinos que esperam a sua eficiência máxima, não importando se você está de férias.

Roteiro com as cidades principais (4670 km de estrada):

1 - Washington DC
O que fazer: Guia rápido de Washington - clique aqui!
Onde comer: Comendo bem e barato!
Meu favorito (não muito barato): Blue Duck tavern

2 - Asheville, NC
O que fazer: visitar Biltmor Estate - a maior mansão privada dos EUA construída em 1895. Muita semelhança com o seriado Downton Abbey!
Restaurante: The Admiral e Tupelo Honey Cafe.

3 - Nashville, TN - a "capital" do sertanejo americano (country music)
O que fazer: museu da música country, curtir música local no pub StationInn, muito turismo e compras com temática de música.
Fuja da rota: faça uma visita a destilaria da Jack Daniel's ao sul de Nashville (1 hora e meia de carro).

4 - Memphis, TN - a "capital" do Rock n Roll
O que fazer: visitar o museu "National Civil Rights" - onde Martin Luther King foi assassinado, visita a gravadora Sun Studio, visita a casa do Elvis Presley - Graceland, Stax Museum of American Soul Music, passear na Beale Street no fim do dia e pular de pub em pub (recomendo o B.B. King's Blues Club).
Lanchonete: Arcade (local super retrô que Elvis gostava de frequentar. No menu, há inclusive o favorito dele: sanduiche de pasta de amendoim com banana.)


5 - New Orleans, LA - a "capital" do JAZZ
O que fazer: aproveitar as muitas casas de jazz, degustar a culinária cajun (muito GRITS e GRAVY), relaxar no tour de bicicleta, apreciar a arquitetura francesa, passeio no French Quarter, Louis Armstrong Park, e na famosa e "pecaminosa" Bourbon Street.
Restaurante delicioso: Boucherie
Bar de Jazz (faça reservas!): Three Muses (não deixe de pedir as tâmaras recheadas de blue cheese e envoltas em bacon!

6 - Savannah, GA
O que fazer: visita a plantation Wormsloe, tour de bicicleta para entender a arquitetura da cidade.
Restaurante imperdível: Mrs. Wilkes Dining Room (só abre para almoço de segunda a sexta)
Outra opção mais moderna: 11 Ten Local

7 - Charleston, SC
O que fazer: passear na cidade, comer e compras. A cidade é como uma "Georgetown" maior (bairro de Washington DC). Não achei nada espetacular, mas é bonitinho de visitar no caminho.
Restaurante: Magnolias

8 - Outer Banks, NC
O que fazer: passeio por esta longa sequencia de ilhas estreitas com muitas praias.


Plantation Wormsloe em Savannah.


Casa de Elvis Presley - a preguice por dentro é imperdível!


Sun Studio




Cidades que podem ser adicionadas ao mesmo percurso (sem desvio de rota):

  1. Jackson - MS - capital do Mississipi
  2. Montgomery, AL - capital do Alabama
  3. Columbus, GA - capital da Georgia
  4. Richmond, VI - capital da Virginia






15 de setembro de 2016

Política dos EUA x Política no Brasil


Os EUA são um país curioso no âmbito da política e qualquer semelhança é mera coincidência.
Listo abaixo algumas pérolas do sistema americano.

- Leis bizarras: existem leis tão absurdas que tem website especializado no assunto.
Das leis mais estranhas, listo estas duas: 

  1. "Donkeys may not be kept in bathtubs." (Burros não podem ser mantidos em banheiras.) - lei do estado da Georgia.
  2. "It is a misdemeanor to shoot at any kind of game from a moving vehicle, unless the target is a whale." (É uma contravenção atirar em qualquer tipo de jogo a partir de um veículo em movimento, a menos que o alvo é uma baleia.) - lei do estado do Tennessee. - oi??? E o detalhe é que eles nem tem litoral!!!

Para conhecer mais e passar um tempo rindo, consulte o site: http://www.dumblaws.com/

- Corrupção: sim, o país também sofre deste mau. Um dos grandes escândalos foi o projeto de uma ponte no Alaska ligando nada a lugar nenhum. A ponte ficou conhecida como "Bridge to Nowhere".

- Eleições imprevisíveis: as eleições nos EUA são sempre muito imprevisíveis pois o voto não é obrigatório. Quando o eleitor não está muito empolgado com os candidatos, ele tende a não ir votar. O resultado é que os mais radicais estão sempre nas urnas, fazendo os candidatos moderados terem que gastar muito em campanhas para motivar os equilibrados.

- Eleições são sempre nas terças-feiras: resultado de uma lei de 1845!! As pessoas precisavam de pelo menos 1 dia inteiro para chegar a cavalo nas cidades para poderem votar, e o deslocamento e o dia do voto não poderia atrapalhar a missa de domingo e o dia de fazer feira/ compras (que normalmente acontecia às quartas). Até hoje isso não foi revisto e a terça-feira das eleições não é feriado. Ou seja, quem trabalha, tem muita dificuldade para sair de seu emprego e votar. Por isso eles tem alta taxa de aposentados e donas de casa votantes (normalmente conservadores que votam para republicanos).

- Dois animais representam os maiores partidos: um burrico e um elefante. Estes são os bichos que simbolizam o partido Democrata e Republicano respectivamente. Também por razões antigas, nas eleições de 1828, o candidato republicano ofendeu o adversário comparando ele com um burro, mas este tomou a ofensa como uma brincadeira positiva, destacando o lado positivo do animal: persistente, leal e que carrega muito peso. Mais tarde, em 1864, um elefante foi usado na campanha do republicano Lincoln. Tempo se passou e vários cartunistas usaram estes 2 animais em suas charges  políticas até virar símbolo oficial dos partidos.




- O animal símbolo do país é uma águia, mas queriam que fosse um peru! Controvérsia que se deu no final do século XVIII, logo após a independência dos EUA.


Para se divertir ainda mais:

Congressista Hank Johnson é uma figura no congresso americano! Vejam as pérolas dele e especial atenção para a parte depois do minuto 4 quando ele questiona um militar que a base que está sendo instalada na ilha Guam pode ser demasiada grande criando riso de virar (isso mesmo! A ilha virar como se fosse um barco).




E é claro que eu não poderia deixar de compartilhar uma coletânea da temática preferida do candidato republicano Donald Trump:



9 de setembro de 2016

Artigo para o site Nômades Digitais


E passou-se 2 anos e só agora vi que não divulguei aqui no blog o artigo que eu escrevi para o site "Nômades Digitais".

Segue agora o link abaixo. Há várias pérolas entre os comentários dos leitores também: desde lindos elogios a completa ofensa de gente maluca. Confesso que por meses não entendi o ódio de alguns destes. Em nenhum momento eu defendi o governo iraniano e os crimes do governo. Falei do povo, do clima, da cultura. Mas tem gente que só consegue ver o copo meio vazio...


16 mitos sobre a vida no Irã que você precisa esclarecer hoje




10 de maio de 2016

Recorde de mortes nas estradas Gregas? Nem tanto...



Logo que comecei a viajar pelas estradas da Grécia, fiquei preocupada e pensei comigo: "muita gente deve morrer nestas estradas!". Minha conclusão baseou-se nas milhares de cruzes e capelinhas que aparecem na beira da estrada, com pouca distância umas das outras. São tantas e de tão diferentes "arquiteturas" que daria para fazer um curioso álbum de fotos. Existem algumas grandes suficientes para "entrar" nelas, como uma pequena capela. Outras mais parecem pequenas caixas de correio.

A recorrência é tanta que fiz uma pesquisa: não se trata apenas de homenagem aos mortos de trânsito, mas também de graças alcançadas (graça por sobreviver a um acidente ou de ter escapado de um que nem se concretizou). Há ainda, os mais supersticiosos, que instalam sua capelinha só para "garantir" um bônus com o divino. "Vai que...?"

De toda forma, além das paisagens gregas, as capelas tornam-se um interessante passa-tempo contemplativo ao se viajar pelas estradas da Grécia.

Estradas na Grécia - igrejas

Estradas na Grécia - igrejas

Estradas na Grécia - igrejas

Estradas na Grécia - igrejas

Estradas na Grécia - igrejas

Estradas na Grécia - igrejas
Sempre há imagens e uma lamparina para ser acendida nas pequenas capelas. 

2 de maio de 2016

Comendo do bom e do melhor na Grécia



Eu adoro viajar e comer. Não saio de casa para um outro país sem uma lista de pratos típicos ou restaurantes a serem visitados.

A Grécia é tudo de bom em gastronomia, especialmente para os que adoram queijos! Caso você seja intolerante a lactose como eu sou, leve muito Lactaid para não passar mal.  Eu passei bem 2 semanas comendo os queijos da Grécia, que por sorte são em sua maioria de leite de cabra e ovelha, contendo assim menos lactose a ser digerida.

Para começar, familiarize-se com os nomes dos pratos típicos mais comuns que você vai encontrar sempre nos menus:

  • Dolmades - rolinho de folha de uva recheado com arroz e ervas. Também parecido com a culinária Persa.
  • Fava - purê de ervilhas amarelas. Prato típico de Santorini.
  • Gigantes - enormes feijões brancos e deliciosos, normalmente cozidos com tomates.
  • Greek Salad - a salada grega é onipresente no país (tomate, pepino, pimentão, azeitonas e cebola), normalmente servida com farta fatia de queijo feta e regada a muito azeite de oliva e orégano.
  • Gyros - carne grelhada em um grande bloco na vertical (kebab turco), fatiada em final lâminas e servida em pão pita com outros acompanhamentos (batatas, tzatziki, etc).
  • Keftedes (Meatballs) - tipo almôndegas fritas. No lugar certo são muito saborosas.
  • Moussaka - é tipo uma lasanha, com camadas de batata, beringela, carne moída e muito queijo gratinado por cima.
  • Octopus (polvo) - um clássico nos aperitivos de frutos do mar, servido grelhado ou marinado (em azeite e limão).
  • Pastitsio - massa com molho bolonhesa grelhada no forno com muito queijo. Não achei nada especial.
  • Pies - As tortinhas gregas são geralmente recheadas com queijo ou espinafre. As vezes se parecem com pastel brasileiro.
  • Saganaki - queijo grelhado ou a milanesa, servido com limão. Delícia de aperitivo!!!
  • Spanakopita - massa folhada recheada de espinafre e queijo feta.
  • Souvlaki - espetinho de carne de porco, vaca, galinha.
  • Tzatziki - iogurte com pepino fininho e alho. Uma delícia e muito parecido com o que comem no Irã. Come-se puro como entrada ou acompanhando carnes.


Sobremesas:

  • Baklava - docinho presente em outros países da região, feito com massa folhada, nozes e muito mel. Eu não dou conta de tanta doçura.
  • Bougatsa - sobremesa típica de Creta. Massa folhada recheada de queijo de cabra, servida quentinha com açúcar e canela. Combine com um café grego para perfeição! O melhor lugar que comi uma bougatsa foi em Chania num estabelicimento que só serve este doce: Bougatsa tou Iordanis.
  • Halvasi - sobremesa feita de sêmola, mel, amêndoas e eventualmente, uva passas.



Restaurantes que AMEI na Grécia:



OBS: todos estes restaurantes podem ser encontrados no GoogleMaps.

Prato degustação: dolmades, saganaki (a direita), queijo feta (a esquerda), gigantes (no alto/ centro), etc.

Lasanha grega mousaca
Moussaka

Salada Grega

Sobremesa Grega Bougatsa
Bougatsa da cidade de Chania (Creta). Doceria: Bougatsa tou Iordanis.

Fava "gourmetizada" com espuma de brodo de porco e nozes. Restaurante: Assyrtico (Santorini)


comida de rua na grécia
Gyros


Comida Grega
Polvo grelhado

Bom apetite!


27 de abril de 2016

Roteiro de 2 semanas na Grécia


Apesar de "na Grécia tudo parecer grego", é muito fácil viajar pelo país. Restaurantes, lojas, hotéis e guias falam pelo menos um bom inglês, quando não arranham também um espanhol, francês, italiano e até russo. Mesmo que você não fale nenhuma lingua estrangeira, leve consigo um bom livro guia do país, um GPS (Google Maps, por exemplo) no celular e aproveite.

Passei 2 semanas desfrutando de história antiga, apreciando arquiteturas variadas, degustando formidável gastronomia e me perdendo pelas ruas estreitas e labirínticas das cidades. O roteiro que eu sugiro para este período segue:

Dia Local a passearO que fazerDorme em:
1AtenasChegada em Atenas. Descanso.Atenas
2AtenasAcropolis Museum (antes de visitar Acropolis), Acropolis, Ancient Agora, Monastiraki Flea Market (mercado de pulgas), passeio pelo bairro Plaka.Atenas
3AtenasTroca da guarda, National Gardens (parque da cidade), Panathenaic Stadium (estádio olímpico antigo), Temple of Olympian Zeus (templo olímpio).Atenas
4Delphi/ DelfoExcursão bate e volta para Delfo (pode alugar carro próprio ou comprar excursão).Atenas
5CretaAvião para Chania (Ryanair às 13:15 hrs, chegada às 14:15 hrs).
Check-in no hotel e passeio pelo porto.
Creta - Chania
6Creta1a opção: Aluga carro e vai para a praia de Elafonisi (1:30 horas de Chania). Praias mais perto de Chania: Balos e Falasarna.
2a opção: trekking no Samaria Gorge (de 4 a 6 horas)
Creta - Chania
7CretaVai de carro para Rethymno (1 hora de estrada).
Passeio na cidade antiga, porto, e fortaleza.
Creta - Rethymno
8Creta1a opção: praia de Preveli (acesso a pé com grande escadaria)
2a opção: segue para Heraklion e visita as inúmeras vinículas.
Devolve carro no fim do dia.
Creta - Heraklion
9CretaVisita ao Palácio de Knossos (com guia em inglês ou espanhol). Melhor forma de chegar é com ônibus de linha (1,50 euros - linha 2).Creta - Heraklion
10SantoriniFerry pela manhã (Heraklion - Santorini: 2 hrs)
Passeio pela cidade. Pôr do sol em Oia.
Pode-se alugar motinhos, quadriciclos ou carros para passear na ilha.
Santorini
11Santorini1a opção: Passeio de barco para a caldeira do vulcão e banho em águas mornas.
2a opção: Passeio pelas vinículas da ilha.
(é possível fazer as 2 programações dependendo dos horários)
Santorini
12MykonosFerry pela manhã (Santorini - Mykonos: 2:30 a 3:30 hrs)
Passeio pela cidade e porto. Pode-se alugar motinhos, quadriciclos ou carros para passear na ilha.
Mykonos
13DelosPasseio de barco para Delos (outra ilha com ruínas antigas)Mykonos
14vôo Ryanair 7:55 hrs (chega 8:45): Mykonos - Atenas
vôo de volta para casa
casa
OBS: para um roteiro mais curto (por exemplo, 1 semana), retire o dia 4 (ida para Delfo) e a ida para Creta.

Roteiro de 2 semanas na Grécia (14 dias)


Sites importantes para este roteiro:




Melhor época para viajar:


A temporada propriamente dita começa no meio de abril e termina em outubro. Nos demais meses do ano é frio e muitos restaurantes, hotéis e atrações estão fechados. Eu recomendo ir em maio (até início de junho) ou final de setembro.
Fuja dos meses de julho e agosto para evitar as temperaturas acima de 40 graus, os preços absurdos e os locais abarrotados de turistas. Nestes meses é fundamental fazer reservas com antecedência, especialmente nas ilhas.



Hotéis que eu recomendo:

Em ATENAS:

  • Herodion Hotel
    Porque: lindo hotel, ótima localização (do lado do museu Acrópolis e de frente para Acrópolis), vista incrível para Acrópolis.
  • 360 Degrees
    Porque: ultra jovial, praticamente dentro do mercado de pulgas e do lado do charmoso bairro de Plaka, terraço com bar incrível! Mesmo que você não se hospede aqui, visite o bar para um drink especial.


Em CHANIA (Creta):

  • Elia Zampeliou Suites
    Porque: hotel boutique com poucos quartos, ótima decoração e em excelente localização. Logo ao lado, tem o melhor restaurante da cidade: Tamam.


Em RETHIMNO (Creta):

  • Palazzo Vecchio
    Porque: os móveis são meio antiquados, mas o hotel tem ótima localização, serviço de primeira e tem estacionamento (raro dentro da cidade antiga).


Em SANTORINI (tenha em mente que hopedagem nesta ilha é caro mesmo, se quiser ficar em algo bom e com vista panorâmica. Saiba também que Oia é o bairro/cidade mais caro de Santorini.):

  • Bairro FirostefaniEllinon Thea Boutique Hotel
    Porque: Em Santorini, é dos hotéis mais baratos para ter uma banheira com vista panorâmica, mas as instalações são simples. Ruas mais calmas, menos agito. Localiza-se a 10 minutos de caminhada do centrinho de lojas em Fira.
  • Bairro Fira: Porto Fira Suites
    Porque: o hotel é todo branquinho com arquitetura local. Ótima localização: ao lado do teleférico para o porto velho (onde pega-se os barcos para passeio) e do centrinho de Fira. Se o orçamento permitir, verifique os quartos com banheira na varanda!
  • Bairro Fira: Hotel Thireas
    Porque: Mais em conta que o anterior, mas com uma vista incrível também! 
  • Bairro Oia: Katikies
    Porque: Lindo, branquinho e arquitetura tradicional. Piscina com borda infinita e bem localizado.
  • Bairro Oia: Caldera Villas
    Porque: "Menos caro" que o anterior, mas com bom padrão também.


Em MYKONOS (sugestões dos sonhos para você):

  • Belvedere Hotel
    Porque: um dos melhores hotéis da cidade e com ótimos preços no início da temporada. A piscina é incrível!
  • Semeli Hotel
    Porque: Hotel boutique também com uma ótima piscina.



Boa viagem!


Related Posts with Thumbnails